As pessoas têm muitas razões para rejeitar o evangelho. Uma delas é o fato de os cristãos terem ou não feito algo. Esses críticos dizem: “Conheço um cristão que me tratou muito mal”, ou “Quando fui à igreja, ninguém falou comigo.”

De fato, os cristãos não são perfeitos e muitos até podem ser maus exemplos. Mas culpar os outros não isenta uma pessoa de sua responsabilidade com Deus.

A verdade contida nos evangelhos não depende da maneira como os outros vivem a sua fé. A salvação é obra exclusiva de Jesus. A carta aos Romanos 10:9 diz: “Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.”

Algumas pessoas podem usar os cristãos como desculpa para rejeitar o evangelho. Mas certamente não poderão culpar Jesus, pois Ele não tem pecado e é perfeito em tudo. Pilatos disse sobre ele: “…nada verifiquei contra ele dos crimes de que o acusais” (Lucas 23:14). E Jesus fez o que ninguém poderia ter feito — sofreu a morte na cruz para dar salvação a todos os que creem nele. Esse fato torna difícil que alguém diga: “Não vou me tornar cristão porque não gosto do que Jesus fez.”

Não se desvie olhando para as falhas dos outros. Olhe para Jesus. Somente Ele é o caminho para o céu.